Notícias

 

O Comité de Pilotagem (COPIL) conjunto dos projectos e programas financiados pelo Luxemburgo em Cabo Verde no sector de emprego e empregabilidade reuniu-se na Praia

 

Nações Unidas, 15 de Janeiro de 2017 - Nações Unidas, 23 de Março de 2017 -O Comité de Pilotagem (COPIL) conjunto dos projectos e programas financiados pelo Luxemburgo em Cabo Verde, no sector de emprego e empregabilidade, de entre os quais o Programa conjunto “Apoio na implementação estratégia de Emprego “ executado conjuntamente pela OIT e pelo PNUD desde 2014 e o novo programa “Emprego, Empregabilidade e Inserção” que irá começar nos próximos meses, esteve reunido, para analisar e consolidar as iniciativas em curso no país em matéria de emprego... e inserção. O encontro serviu também, como uma oportunidade, para reforçar as sinergias entre os diferentes projectos cujos resultados e perspetivas para 2017.

"O momento é oportuno para se investir na juventude , e transformar o Dividendo demográfico numa oportunidade, tornando os jovens economicamente activos e capazes de produzir riqueza contribuindo deste modo para o processo de desenvolvimento do país. Neste contexto, os programas financiados pelo Grão Ducado do Luxemburgo, têm esta valência de contribuir para a s construção de condições que favorecem a criação de emprego e empregabilidade para os jovens , dando-lhes as ferramentas necessárias para promover a inserção no mercado do trabalho decente e sustentável." Ulrika Richardson, Coordenadora Residente do Sistema das Nações ,Unidas em Cabo Verde ao usar da palavra na sessão de abertura, presidida pelo Ministro da Economia e Emprego, Dr. José da Silva Gonçalves, a qual também contou com a presença da Encarregada de Negócios da Embaixada do Grão-Ducado de Luxemburgo, Senhora Angele da Cruz.

Por seu lado, a Encarregada de Negócios a.i. da Embaixada do Grão-Ducado do Luxemburgo em Cabo Verde Senhora Angèle Da Cruz destacou que “No sector de Emprego e Empregabilidade, o PIC IV prevê 3 programas distintos mas complementares. Reforçando estes, o PIC IV prevê também um apoio orçamental dedicado em exclusivo a este sector, no valor de 10 milhões de euros durante cinco anos. A razão que nos leva a dedicar a este sector cerca de 25 milhões de euros entre 2016-2020, quase metade do PIC IV, deve-se à urgência do desafio com o qual Cabo Verde se debate para criar empregos e estruturar a inserção profissional.”

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Share |