Notícias

 

Apresentação da Estrategia Nacional de Emigração e Desenvolvimento>

 

Nações Unidas, Praia, 10 de Abril de 2014 - A história de Cabo Verde está marcada, desde o início pelo fenómeno das migrações, onde as estimativas mais recentes apontam para um maior número de população a viver no exterior do que a residir no país. Além disso, Cabo Verde encabeça o ranking dos países africanos com maior percentagem de licenciados a residir fora do país e entre os 30 países do mundo em que as remessas têm maior importância no PIB.

 É neste contexto e, no âmbito de um projecto financiado pela França, Holanda, Itália e Suíça, através da AMEDIP (Strenghtening African and Middle Eastern Diaspora Policy Trough South-South Exchange), o de Cabo Verde se propôs a elaborar uma Estratégia Nacional de Emigração e Desenvolvimento (ENED), sob liderança do Ministério das Comunidades e com assistência técnica da Organização Internacional para as Migrações (OIM) e o Centro Internacional para o Desenvolvimento das Políticas Migratórias (ICMPD).

 Esta manhã foi feita a apresentação pública na Biblioteca Nacional da cidade da Praia, na qual a Coordenadora Residente do Sistema das Nações Unidas em Cabo Verde, Ulrika Richardson, destacou a importância da diáspora para o desenvolvimento de Cabo Verde enquanto “grande parte do crescimento social e económico alcançado pelo arquipélago deve-se às remessas, formais e as informais, à partilha de conhecimento e experiência da diáspora com o seu país de origem, a investimento feito por cabo-verdianos emigrados e ao retorno de quadros formados e experientes ao seu país de origem. Sem dúvida que o sucesso de Cabo Verde se deve, entre outros aspectos, aos laços fortes da diáspora com o país”.

Ulrika Richardson sublinhou ainda a importância da produção deste tipo documento para a sitemização duma forma clara de como a diáspora pode, e deve ser envolvida a favor do desenvolvimento do seu país de origem, além de ser um documento que expõe as orientações específicas para a capitalização da emigração a favor do desenvolvimento nacional.

 Saliente-se que um dos principais objectivos da ENED, é o do reforço da coordenação inter-institucional, para uma efectiva gestão da emigração como uma ferramenta para o desenvolvimento nacional, visando a aumentar o potencial contributo das cabo-verdianas e dos cabo-verdianos emigradas/os para o processo de desenvolvimento do seu país de origem.

 De notar que com esta estratégia, Cabo Verde passa a deter um guião orientador para o envolvimento da diáspora na transformação do seu país de origem e torna-se num dos primeiros países do Mundo a estabelecer uma Estratégia de Migração e Desenvolvimento.