Notícias

 

Governo e Nações Unidas realizam a revisão a meio percurso do UNDAF 2012-2016

Nações Unidas, Praia 17 de Setembro 2014 - No âmbito da implementação  do Quadro das Nações Unidas para a Assistência ao Desenvolvimento (UNDAF) 2012-2016, que se encontra a meio percurso da sua execução, o Governo de Cabo Verde e o Sistema das Nações Unidas, estão a conduzir um exercício de revisão do referido programa, a fim de reforçar a resposta das Nações Unidas aos desafios e às prioridades nacionais actuais.

Neste sentido, realizou-se no dia 17 de Setembro de 2014, uma sessão de trabalhos, que reuniu os parceiros de implementação, constituídos por responsáveis dos sectores públicos e privados, da sociedades civil caboverdiana e representantes do Sistema das Nações Unidas em Cabo Verde.

Na cerimónia de abertura da reunião,  a Coordenadora Residente do Sistema das Nações Unidas em Cabo Verde, Senhora Ulrika Richardson ressaltou que "esta é uma oportunidade única de rever o que foi feito até agora no nosso plano de cooperação, quais os resultados alcançados até agora, o que funcionou e o que não funcionou e identificar que acções que poderão ser tomadas para alcançar maiores resultados até 2016, com mais eficiência, ter programas com mais impactos e uma cooperação mais integrada e mais coerente". Para a Coordenadora Residente, esta revisão realiza-se num momento oportuno, no qual constatamos que o mundo está a mudar, Cabo Verde está a mudar, ao fazer a sua analise interna com a realização do Fórum Nacional de Transformação e a elaboração do DECRP III,  e as Nações Unidas também, uma vez que, ainda, a organização está a trabalhar na sua reforma que vem implementado há já algum tempo. Daí a necessidade de se fazer reajustes para reforçar a cooperação visando um desenvolvimento sustentável .

Por seu lado, o Director Nacional dos Assuntos Políticos e da Cooperação, Dr. José Eduardo Barbosa  (DNAPED - MIREX) considerou o UNDAF um instrumento de cooperação importante, particularmente no quadro da reforma das Nações Unidas - Delivering as One (DaO) -, cujo processo Cabo Verde aderiu. Neste sentido,  José Barbosa ressaltou que para a implementação do UNDAF, no quadro d DaO,  é necessário "pôr em marcha um plano que seja coerente, que tenha o alinhamento necessário e objectivos realistas e lá onde não existirem que sejamos capazes de os identificar, os corrigir e os melhorar. Devemos melhorar a eficiência do nosso trabalho para que todos nos reconheçamos nele, todos contribuamos para os resultados e todos beneficiemos, pois todos trabalhamos para um objectivo comum, todos trabalhamos para um desenvolvimento sustentável.

No final deste processo, prevê-se igualmente a realização de um atelier de apresentação e validação do Quadro das Nações Unidas para a Assistência ao Desenvolvimento (UNDAF)  revisto, no dia 29 de Setembro, às 09h00 na Escola de Hotelaria e Turismo, onde estarão presentes todos os parceiros nacionais e internacionais.  

.

Share |