Notícias

 

Navio científico virá a Cabo Verde para apoiar o sector pesqueiro

Nações Unidas, 13 de Julho de 2017 - Cabo Verde entra no roteiro do Programa EAF Nansen que visa apoiar a implementação da abordagem ecossistémica da gestão das pescas, tendo em conta os impactos do clima e da poluição. Cabo Verde através do Ministério da Economia e Emprego assinou um acordo com a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) para participar neste Programa. A FAO, através de um financiamento do Reino da Noruega, está a cargo da implementação deste Programa cujo objetivo principal é melhorar a segurança através da pesca sustentável.

O Programa permitirá reforçar as capacidades nacionais de desenvolvimento das pescas, fornecendo conhecimentos adicionais sobre os recursos haliêuticos, para serem usados no seu planeamento e monitoramento. Prevê-se que quadros técnicos cabo-verdianos participem nas campanhas de investigação científica que o navio Dr Fridtjof Nansen levará a cabo.

O acordo foi assinado entre o Ministro da Economia e Emprego, Sr. José da Silva Gonçalves, e o Representante da FAO em Cabo Verde, Sr. Rémi Nono Womdim. O Ministro na sua alocução frisou sobre o compromisso de Cabo Verde com a gestão responsável do mar e a necessidade de modernizar as infraestruturas atuais, avançando uma eventual fusão entre o atual Instituto Nacional do Desenvolvimento das Pescas (INDP) e GeoMar, com objetivo de se focalizarem na pesquisa científica pesqueira e oceanográfica; em tanto que as competências atuais de gestão das pescas serão transferidas para a Direção Geral dos Recursos Marinhos.

O Ministro realçou ainda o papel ativo de Cabo Verde na Conferência das Nações Unidas sobre os Oceanos, incluindo uma intervenção em plenária, assim como na Comissão Sub-regional das Pescas, cuja próxima presidência será a cargo de Cabo Verde, e a próxima Conferência de Ministros das Pescas da sub-região, terá lugar durante a Feira do Mar “ExpoMar”, celebrada anualmente na ilha de S. Vicente.

O Representante da FAO solinhou do seu lado que este programa servirá para criar capacidades em Cabo Verde e está alinhado com a iniciativa sobre o Crescimento Azul promovida pela FAO que apoia ao governo para a transição à economia azul. “O programa contribui para os esforços globais da promoção do desenvolvimento sustentável e lidar com as ameaças tais como a poluição marinha e o impacto das mudanças climáticas sobre os oceanos e a biodiversidade da vida marinha”, adicionou.

Funcionamento do Programa

O Programa EAF-Nansen visa reforçar a implementação de sistemas de gestão das pescas nos países parceiros e identificar oportunidades para uma mudança transformacional e sustentável ao longo prazo. Os dados provêm principalmente de pesquisas científicas do navio Dr Fridtjof Nansen. Estes dados fornecem informações sobre a distribuição e abundância dos bancos de peixes, a biodiversidade, as condições ambientais, e a presença de micro-plásticos e poluentes, entre outros.

Os resultados do análise dos dados servem para facilitar dois tipos principais de serviços: as recomendações que propiciarão o processo de tomada de decisões e de gestão na esfera nacional e / ou regional; e as atividades científicas de natureza acadêmica que conduzirão a publicações em revistas científicas.

A investigação a se realizar no plano científico visa compreender os impactos de:

  • Os recursos haliêuticos, as pescas e as espécies associadas / afetadas.
  • As atividades petrolíferas, gasiferas e mineiras, da poluição sobre os recursos marinhos e os ecossistemas.
  • As mudanças climáticas sobre os recursos haliêuticos, em particular através do estabelecimento de sistemas de seguimento.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Share |