Notícias

 

Parceria Glogal para a Educação - Cabo Verde analisa as possibilidade de adesão

Nações Unidas, Praia, 30 de Maio de 2014 -Fundada em 2002, a Parceria Global para a Educação é uma parceria multilateral, da qual fazem parte cerca de 60 países em desenvolvimento, governos doadores, organizações internacionais, sector privado, professores e grupos da sociedade civil, e visa essencialmente alcançar uma educação de qualidade para todas as crianças.
Neste contexto e no âmbito da visita da responsável do Secretariado da Parceria Global para a Educação,  Blandine Ledoux, foi organizado  no final da  semana uma reunião para analisar os benefícios que o país poderá ter com a adesão a este projecto, bem como definir os mecanismos que permitam essa adesão. 

No acto de abertura deste encontro, que contou com a presença da ministra da Educação e Desporto, Fernanda Marques, a Coordenadora Residente das Nações Unidas e Representante do UNICEF, Ulrika Richardson, sublinhou que esta reflexão em Cabo Verde revela-se muito oportuna, pois  país está actualmente a consolidar e a avaliar o seu desempenho em relação ao Objectivo do Desenvolvimento do Milénio, além do facto de estar a preparar  o novo  plano estratégico para a educação. Por outro lado, frisou que  este momento é particularmente importante, uma vez que Cabo Verde está a fazer o exercício para a definição da sua agenda de transformação no horizonte em 2030.

O encontro reuniu representantes da educação a nível nacional e internacional, e tive como principais objectivos o aprofundamento de informações sobre o mecanismo global a favor da educação; analisar as oportunidades que Cabo Verde poderá beneficiar com a sua adesão a esse mecanismo global; definir os caminhos a percorrer bem como as responsabilidades partilhadas dos actores, para a adesão do país a essa parceria global.

Segundo a ministra Fernanda Marques, esta parceria global vai responder às necessidades de Cabo Verde enquanto país de Rendimento Médio, numa nova abordagem de  ajuda pública ao desenvolvimento e na perspectiva da cooperação efectiva. “ Não queremos que nenhuma criança em idade escolar fique fora de escola; uma escola que ambiciona  ser  inclusiva e que possa acolher todas as crianças independemente as suas dificuldades” sublinhou ainda a  Ministra.

De salientar que a Parceria Global para a Educação,  tem o papel de facilitar o acesso dos países em desenvolvimento à assistência técnica e financeira para que os governos possam desenvolver programas educativos de qualidade e adoptar estratégias mais adequadas e eficazes, permitindo que todas as crianças estejam na escola e tenham acesso a uma educação de qualidade.

Esta Parceria Global para Educação, cujos os fundos são provenientes de diferentes países, os quais poderão ser consultados no link http://www.globalpartnership.org/donors  , conta com a parceria de várias instituições bilaterais como multilaterais, sociedade civil, sector privado, para além dos países em desenvolvimento  (http://www.globalpartnership.org/about-GPE)

 

 

 


Share |