Notícias

 

Nações Unidas participam na sessão de socialização do Plano de Estratégico de desenvolvimento Sustentável (PEDS – 2017-2021)

 

Nações Unidas, 19 de Setembro de 2017 - "O grande desafio de qualquer agenda de desenvolvimento de um país – refletido também no Plano de Estratégico de desenvolvimento Sustentável (PEDS – 2017-2021), é a necessidade de operar simultaneamente e de maneira coordenada e inter- ou multi-sectorial para o alcance dos objetivos de desenvolvimento do País.

Diria mesmo que, o mais importante passo estratégico do PEDS vai residir nos arranjos de implementação – como tornar o documento útil no dia a dia – arranjos de seguimento, monitorização e avaliação, que possam providenciar uma rede de actores a operar em sintonia, fazendo o melhor uso dos recursos humanos e financeiros, e ajustando as trajetórias com base em evidencias. Neste sentido, um mecanismo que possa federar os esforços dos sectores e do sistema estadístico, e fornecer evidências para seguimento conjunto dos objetivos do PEDS e dos ODS aos quais eles se referem…, seria uma mais-valia para o país e para a sua capacidade efectiva em alcançar progressos demostráveis na vida das pessoas até o fim do ciclo programático." Ulrika Richardson, Coordenadora Residente do Sistema das Nações Unidas em Cabo Verde, no acto de abertura do encontro.

O PEDS comporta três pilares: económico, social e soberania. Prevê 35 programas e pretende elevar a valorização das ilhas, através da regionalização do plano.

Aspectos que se destacam do PEDS, e muitas vezes insistido pelo Ministro das Finanças e Administração Pública, Dr. Olavo Correia, são, para além da melhoria de ambiente de negócios o PEDS, da criação de infraestruturas, transformação da agricultura, a educação de excelência, a promoção do emprego digno, promoção da igualdade de género e garantia de acesso ao rendimento, educação e saúde das camadas mais vulneráveis.

No seu discurso, o Ministro Olavo Correia referiu que as metas do PEDS 2017-21 atingir são o crescimento económico de 7% em 2020, aumentar o PIB per capita de 6,744 dólares para 8,864 dólares em 2021, reduzir taxa de desemprego de 15% para 9%, aumentar o Índice de desenvolvimento Humano, reduzir o coeficiente de Gini para reduzir para ter menos desigualdade nas ilhas e reduzir a pobreza de 35 para 28,2 em 2021 são algumas metas.

A elaboração do PEDS contou com a assistência técnica das Nações Unidas, particularmente no quesito alinhamento das prioridades nacionais com os ODS, de forma a não deixar ninguém para trás. Neste sentido, Ulrika Richardson reafirmou, uma vez mais, o compromisso do Sistema das Nações Unidas em Cabo Verde em acompanhar o caminho de desenvolvimento de Cabo Verde através de contribuições alinhadas com o Plano Nacional de Desenvolvimento Sustentável nos próximos anos.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Share |