Notícias

 

Cabo Verde realiza campanha nacional de vacinação contra a polio

Nações Unidas, Praia 30 de Outtbro 2014 - “O mundo nunca esteve tão perto para eradicar a poliomielite. Este é o momento da ação!”sublinhou Ulrika Richardson  durante o lançamento oficial da Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite,  que aconteceu hoje, dia 30 de Outubro, no Centro de Saúde de Achada Santo António, na cidade da Praia.

A Coordenadora Residente do Sistema das Nações Unidas em Cabo Verde, e Representante do  Fundo das Nações Unidas para a Infância, (UNICEF), confirmou  o engajamento do UNICEF e da OMS em Cabo Verde em estar ao lado do país nesta importante iniciativa, para a erradicação da poliomielite tanto a nível nacional quanto a nível  global.

A campanha que arranca no terreno amanhã, dia 31 de Outubro e prolonga-se até o dia 03 de Novembro, e visa vacinar  52.710 crianças menores até aos cinco anos de idade em todo o arquipélago.

De realçar que graças à vacinação  contra a poliemolite, o número de casos no mundo diminiu de 350.000 casos em 1998 para 406 casos em 2013,  e em Cabo Verde, não se registam casos de poliemolite desde o ano 2000 graças às campanhas que têm sido feitas ao longo deste anos.

Durante o acto que contou com a presença da Ministra-adjunta e da Saúde, Cristina Fontes Lima, o Diretor Geral da Saúde de Cabo Verde, António Pedro Delgado, o Representante da Organização Mundial da Saúde em Cabo Verde, Mariano Salazar Castellon, o  Presidente da Assembleia Nacional, Basilio Mosso Ramos, que é também padrinho desta iniciativa, fez um apelo a toda a população  para participar e colaborar nesta campanha de erradicação da poliomielite,enquanto a Ministra Adjunta e da Saúde, Cristina Fontes Lima, chamou a  atenção para a a sincronização desta vanicanação a nivel regional, alertando ao mesmo tempo para as consequências desta doença, que causa  paralisia dos membros inferiores, além de ser também uma doença mortal.

O objetivo das repetidas campanhas de vacinação contra a poliemolite enquadra-se na iniciativa global  de acabar por completo com este vírus na região  e no mundo até 2018 , através da realização das Jornadas Sincronizadas de Vacinação nos 16 países da sub-região da África Ocidental.

Recorda-se que a  poliemolite ou paralisia infantil é provocada por um virus que ataca o sistema nervoso e pode causar paralisia grave e em outros casos a morte .

Nesta campanha o Ministério da Saúde conta com a parceria de diferentes parceiros, nacionais e internacionais, nomeadamente o UNICEF, a OMS, o Rotary International, e do sector privado e das ONGs.

Share |