Notícias

 

Estratégia Nacional de Redução de Riscos de Desastres (ENRRD)

Nações Unidas, Praia, 17 de Maio de 2017 - Sob a égide do Ministerio da Administração Interna teve lugar uma reunião alargada do Grupo de trabalho intersectorial para a formulação da Estratégia Nacional de Redução de Riscos de Desastres (ENRRD), com o objectivo de analisas o draft da proposta de política nacional para redução de Riscos de Desastres.

O encontro, que contou com a participação do Ministro de Administração Interna e da Sra. Representante Residente do PNUD/UNICEF/UNFPA em Cabo Verde, permitiu aos dirigentes das instituições engajadas neste grupo de trabalho, apreciar os progressos da equipa e analisar o primeiro draft da Estratégia Nacional de Redução de Riscos de Desastres que tem sido objeto de trabalho por este grupo desde Setembro do ano passado.

A formulação da Estratégia tem merecido o apoio do PNUD Cabo Verde com uma assistência técnica que visava orientar ao grupo na formulação deste quadro de política intersectorial. A ENRRD pretende o desenvolvimento do sistema de governação dos riscos de desastres em Cabo Verde com vistas ao reforço da resiliência da nação.

A participação de varios Diretores Gerais e Presidentes de Agencias no encontro testemunha o engajamento das instituiçoes político para a integração transversal da redução de riscos de desastres em todos os setores e processos de desenvolvimento.

Por outro lado, a presença do Sr. Ministro MAI assinala o compromisso político do executivo com o desenvolvimento desta Estratégia cuja aprovação final irá representar um marco histórico para Cabo Verde na transição de um enfoque de gestão dos desastres a uma abordagem de gestão dos riscos de desastres para um desenvolvimento sustentável.

Durante o encontro a Representante Residente do PNUD/UNICEF/UNFPA garantiu o dessas agências com a resiliência perante os riscos de desastres em Cabo Verde e a implementação da agenda 2030.

O draft analisado neste encontro irá ainda ser socializado com todos os parceiros, desde os municípios, setor privado e sociedade civil, passando também pelos órgãos de comunicação social e jornalistas, parlamentares e parceiros de desenvolvimento de Cabo Verde.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Share |